Dólar opera em alta após Fitch rebaixar Brasil

Com o rebaixamento da nota do Brasil pela agência de classificação de risco Fitch, o dólar passou a operar em alta nesta quinta-feira (15), após abrir a sessão enfraquecido frente ao real. O cenário político doméstico também pressiona o câmbio.

Como muitos operadores já antecipavam a decisão da agência, movimentos exagerados no mercado cambial não são esperados.

Dados divulgados hoje sobre a economia dos EUA alimentaram as expectativas de que o Federal Reserve (FED, banco central norte-americano) eleve os juros ainda este ano, fortalecendo o dólar em todo o mundo.

Os pedidos de auxílio-desemprego no país atingiram o menor nível em 42 anos. Foram 7 mil pedidos a menos na semana passada, totalizando 255 mil, abaixo da previsão de 270 mil.

Às 9h54, o dólar caía 0,37%, vendido a R$ 3,8252.

Às 10h4, a moeda norte-americana subia 0,58%, a R$3,8334.

Às 13h35, o dólar subia 0,65%, cotado a R$ 3,8361.

Nesta quinta, o Banco Central dará continuidade à rolagem dos swaps cambiais que vencem em novembro.

Na quarta-feira (14), a moeda dos EUA caiu 2,08%, a R$ 3,8126 na venda, acompanhando a queda da divisa nos mercados externos. A baixa anulou boa parte do avanço de 3,58% registrado na terça-feira, a maior alta diária em mais de quatro anos.

 

Alta da Bovespa é revertida após rebaixamento:

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu em alta nesta quinta-feira, seguindo as bolsas do exterior, mas passou a cair após a notícia do rebaixamento. A Fitch diminuiu o rating do Brasil de BBB para BBB-, ainda em grau de investimento.

As ações da Petrobras caíam 1,51% (PN) e 1,78% (ON). Os papéis da Vale tinham virado e caíam 0,66% (PNA) e 0,11% (ON), pressionadas pela queda de 2% do preço do minério de ferro na China.

Às 10h46, o Ibovespa avançava 0,51% aos 46.949,71 pontos.

Às 12h40, o índice da Bovespa permanecia estável a 0,01% aos 46.713,93 pontos.

Às 13h56, o índice caía 0,47%, aos 46.489 pontos.

Na quarta-feira (14), o Ibovespa terminou a sessão em baixa de 1,38%, aos 46.710,44 pontos, influenciado pelos dados de inflação da China, que ficaram abaixo das projeções e que elevaram os temores de que o país talvez não consiga atingir sua meta de crescer 7% este ano.

 

Fonte: m.jb.com.br
Texto: Pedro Leite
 

NOTÍCIAS



CORRESPONDENTES DE CÂMBIO
MATRIZ
>> PORTO ALEGRE
Av. Plínio Brasil Milano, 757 | sb loja 201
Higienópolis
(51)3574.3422 |
>> CAXIAS DO SUL
Av. Júlio de Castilhos, 2700 - Térreo | lj 05
São Pelegrino
(54)3021.3422 |
>> NOVO HAMBURGO
Rua Bento Gonçalves, 2800
Centro
(51)3303.3422 |
NEWSLETTER



OUVIDORIA
0800 770-5422
ouvidoria@executivecambio.com.br
ATENDIMENTO
Segunda-feira à Sexta-feira
Das 9h às 17h
EXECUTIVE CÂMBIO
Caxias do Sul | Novo Hamburgo | Porto Alegre

Área Restrita:
Login: Senha:


© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Executive Câmbio