Dólar em alta influencia mercado de viagens

O dólar mais alto não impede que brasileiros deixem o País a turismo, mas já influencia na escolha dos destinos. 

Em janeiro, os gastos no exterior chegaram a US$ 2,2 bilhões, alta de mensal de 4,1%. Para o Banco Central o resultado se deve, principalmente, à antecedência com a qual o turista planeja sua viagem – com pacotes comprados antes da subida vertiginosa da moeda.

Segundo o presidente em exercício da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abavl), Edmar Bull, a alta do dólar não derrubou a procura por viagens internacionais. Mas ele ressalta que é possível adequar o pacote ao bolso do cliente. “Conhecendo o perfil do cliente, tempo e verba disponível, um agente de viagem encontrará sempre uma opção com a melhor relação custo/benefício”.

Janice Holanda, gerente de uma agência de viagens, afirma que o movimento nas agências segue ritmo normal. Mas que os clientes pedem alguns ajustes nos pacotes para minimizar impacto do dólar. “O movimento em relação às vendas continua constante. Mas há mudanças de roteiro em questão da alta do dólar”.

Para fazer a viagem caber no orçamento do cliente, ela também apresenta outros destinos. “A gente mostra outras possibilidades, como viajar para países da América do Sul ou mesmo aconselha a optar por destinos nacionais”.

O dólar em alta tem aumentado a procura por destinos na Europa e América do Sul. É o que diz o agente de viagens, Josias Azevedo. “As pessoas estão preferindo um turismo cultural a um turismo de compras. As viagens nacionais também estão tendo uma demanda maior”, salienta.

A jornalista Lane Vilas Boas planeja viajar com o marido em junho, mas ainda tem dúvidas em relação aos destinos: Grécia, na Europa e Estados Unidos. “A moeda está pesando muito na nossa decisão”, comenta. Para ela, a instabilidade da moeda americana provocou insegurança na hora do planejamento

A Argentina foi o destino escolhido pelo metrologista Denis Albuquerque para as férias de dezembro com a família. “Os passeios foram baratos e o real é bem valorizado. No meu caso foi um turismo cultural. Procurei andar de ônibus e de trem. Dá para se locomover tranquilamente e aproveitar ao máximo as belezas da cultura local”.

Para Economizar:

Segundo o especialista em finanças pessoais e comportamentais da Universidade Federal do Ceará (UFC), Érico Veras Marques, a economia já deve começar na elaboração da viagem. “A primeira dica é básica: evitar viajar em alta estação, porque tudo é mais caro. Outra dica importante é optar pela escolha de pacotes, porque eles tendem a sair mais barato, além da possibilidade de parcelamento”.

Ele salienta a importância de pesquisar na hora de trocar o câmbio. A orientação do especialista em finanças pessoais é realizar a troca por etapas: uma bem antes, uma razoavelmente antes e outra próxima a data da viagem. “O câmbio é flutuante. É importante se manter atualizado sobre as cotações e comprar a moeda por etapas.

Já durante a viagem, Érico Veras chama a atenção para as compras realizadas com cartão de crédito. “É preciso cuidado com as compras com cartão de crédito no exterior, já que além do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), há o risco de pagar mais caro, devido a data de conversão do dólar no cartão.

 

DICAS PARA ECONOMIZAR NA VIAGEM:

1 Procurar por voos e hotéis ou pacotes com antecedência.

2 Comprar a moeda por etapa

3 Evitar compras com cartão de crédito no exterior

4 Se possível, optar por meses de baixa estação

 

Fonte: opovo.com.br

NOTÍCIAS



CORRESPONDENTES DE CÂMBIO
MATRIZ
>> PORTO ALEGRE
Av. Plínio Brasil Milano, 757 | sb loja 201
Higienópolis
(51)3574.3422 |
>> CAXIAS DO SUL
Av. Júlio de Castilhos, 2700 - Térreo | lj 05
São Pelegrino
(54)3021.3422 |
>> NOVO HAMBURGO
Rua Bento Gonçalves, 2800
Centro
(51)3303.3422 |
NEWSLETTER



OUVIDORIA
0800 770-5422
ouvidoria@executivecambio.com.br
ATENDIMENTO
Segunda-feira à Sexta-feira
Das 9h às 17h
EXECUTIVE CÂMBIO
Caxias do Sul | Novo Hamburgo | Porto Alegre

Área Restrita:
Login: Senha:


© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Executive Câmbio