Fluxo negativo da semana passada acelera alta do dólar

O fluxo cambial negativo em US$ 2,058 bilhões na semana entre 22 e 25 de abril acelerou levemente a alta do dólar no mercado à vista de balcão.

A moeda dos Estados Unidos, que subia apenas 0,13% por volta de 12 horas, avançava 0,27% às 13h27, cotada a R$ 2,2380.

O número divulgado hoje pelo Banco Central praticamente anula o saldo positivo registrado na semana imediatamente anterior, de US$ 2,374 bilhões.

Ainda assim, segundo os números do BC, o fluxo cambial está positivo em US$ 1,316 bilhão em abril até dia 25. No acumulado do ano até 25 de abril, o fluxo está positivo em US$ 3,374 bilhões.

Vale notar que, além desses dados e de diversos outros indicadores conhecidos pela manhã, que trouxeram volatilidade aos mercados, incluindo o dólar, a disputa entre comprados e vendidos pela formação da Ptax de abril acabou turvando a tendência dos negócios.

Há pouco, o Banco Central informou que a Ptax fechou com valorização de 0,73%, a R$ 2,2360.

A expectativa, agora, gira em torno da reunião do Federal Reserve, cujo resultado sai às 15 horas.

Enquanto a criação de empregos no setor privado dos EUA veio acima das expectativas, sugerindo a continuidade no corte de estímulos, o PIB norte-americano de 0,1% no primeiro trimestre, muito abaixo da expectativa de 1,1%, recomendaria cautela à autoridade monetária dos EUA.

O avanço do dólar sustenta as taxas de juros perto dos ajustes.

Pela manhã, o superávit primário do governo central acima das projeções até trouxe um certo viés de queda para os mercados, o que não se sustentou.

Às 13h27, o DI para janeiro de 2015 estava em 11,01%, igual ao ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2021 marcava 12,59%, de 12,57% na véspera.

O Tesouro Nacional informou, no começo da tarde, que vendeu integralmente os lotes de LTN e NTN-F em leilão de títulos realizado hoje.

O volume financeiro da operação com LTN totalizou cerca de R$ 6,699 bilhões. Já o volume do leilão de NTN-F somou R$ 2,906 bilhões.

A Bovespa também continua em baixa, em linha com a fraqueza dos índices acionários em Nova York e com a queda firme das ações de Vale e Ambev.

No caso da mineradora, o balanço conhecido pela manhã decepcionou os investidores, enquanto o aumento da tributação de bebidas frias, anunciado ontem pela Receita Federal, derruba os papéis da Ambev.

Vale PNA caía 1,20% no horário citado acima, enquanto Ambev cedia 5,01%. O Ibovespa perdia 0,59%, aos 51.533,81 pontos.

 

Fonte: exame.abril.com.br

NOTÍCIAS



CORRESPONDENTES DE CÂMBIO
MATRIZ
>> PORTO ALEGRE
Av. Plínio Brasil Milano, 757 | sb loja 201
Higienópolis
(51)3574.3422 |
>> CAXIAS DO SUL
Av. Júlio de Castilhos, 2700 - Térreo | lj 05
São Pelegrino
(54)3021.3422 |
>> NOVO HAMBURGO
Rua Bento Gonçalves, 2800
Centro
(51)3303.3422 |
NEWSLETTER



OUVIDORIA
0800 770-5422
ouvidoria@executivecambio.com.br
ATENDIMENTO
Segunda-feira à Sexta-feira
Das 9h às 17h
EXECUTIVE CÂMBIO
Caxias do Sul | Novo Hamburgo | Porto Alegre

Área Restrita:
Login: Senha:


© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados à Executive Câmbio